Pré-amplificador com controle tom e volume

Enfim um projeto de pré amplificador completo, com controle de tom e volume. Este esquema possui duas entradas para sinais, com sensibilidades de 200mV e de 85mV, fornecendo em sua saída uma tensão de 290mV, o que está dentro do exigido pela maioria dos amplificadores de potência de boa qualidade.

Esquema pré-amplificador com controle de tom e volume
[Clique para ver]
Características

  • Sensibilidade de entrada: 85mV e 200mV
  • Impedância de entrada: 150KΩ e 470KΩ, respectivamente.
  • Tensão de saída: 290mV
  • Impedância de saída: ±10KΩ
  • Alimentação recomendada 12V

Para uma versão estéreo, duas unidades devem ser montadas de maneira igual e, utilizando potenciômetros duplos. A alimentação do circuito pode ser realizada por meio do próprio aparelho no qual será instalado. Caso utilize separadamente, uma fonte externa será necessária.

Esquema amplificador de 40W com TDA1514

Funcionamento

Primeiramente, o sinal é aplicado à base do transistor vindo de qualquer uma das duas entradas, passa por C1 e é retirado do emissor com uma boa amplificação, de modo a se compensar as perdas que ocorrem no controle passivo de tom. Os resistores R3 e R4 polarizam a base do transistor de entrada, determinando sua impedância e ganho.

A rede de resistores e capacitores em torno de P1 e P2 formam o circuito de controle de tom. Para os graves, os capacitores C3 e C4 determinam o limite inferior da curva em relação à frequência com a atenuação e reforço desejados. Para os agudos, os capacitores C3 e C7 determinam a forma de atuação do controle formado por P2.O sinal que passa pelo controle de tom sofre forte atenuação que é compensado por mais uma etapa de amplificação.

Por fim, passando pelo controle de volume, o sinal é aplicado à base de Q2, onde sofre uma nova amplificação. O sinal amplificado aparece com uma impedância da ordem de 10K na saída feita pelo coletor de Q2. O capacitor C8 desacopla a fonte evitando instabilidade e ruídos, e os capacitores C2 e C10 melhoram a estabilidade dos transistores nas altas frequências.

Montagem do pré-amplificador com de controle tom e volume

Os capacitores eletrolítico precisam ter uma tensão de trabalho de pelo menos 16V. Para conexões de entradas e saída de sinais, devem ser usados cabos blindados com as malhas externas devidamente aterradas. A fonte de alimentação pode ser aproveitada do próprio amplificador com o circuito opera ou utilizar um fonte externa de 12V por 1A já é o suficiente.

Prova de uso

  • Alimente o circuito com uma fonte externa e em seguida ligue a sua saída a um amplificador de potência.
  • Posteriormente, aplique um sinal na entrada.
  • Cuidado para que o sinal não seja muito forte (volume no máximo) o que causaria saturação e distorção.
  • Finalmente, comprovando o funcionamento, instale o circuito no aparelho em definitivo na mesma caixa do amplificador. Não obstante, aterre bem os pontos de 0V para que a caixa de metal sirva de blindagem.

Confira a nossa galeria de fotos!

Post Author: Dias, Wesley S.

Meu nome é Wesley Soares, sou técnico em Eletrônica formado pela Escola Técnica do Arsenal de Marinha. Sou apaixonado por eletrônica e um amante de amplificadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.